Condenado por 'estupro coletivo' em Queimadas é liberado para o semiaberto
13/04/2018 - 18h00 em O que acontece..

Diego Rego Domingues cumpria pena de 26 anos e seis meses no PB1. Barbárie de Queimadas aconteceu em 2012.

Um dos condenados pelo estupro coletivo no município de Queimadas foi liberado, nesta quinta-feira (12), para cumprir a pena de 26 anos e seis meses no regime semiaberto, na Penitenciária de Segurança Média de Mangabeira, em João Pessoa. Diego Rego Domingues tem 24h para ser transferido do presídio de Segurança Máxima PB1, onde cumpriu, aproximadamente, cinco anos e cinco meses.

Durante audiência no Fórum Criminal de João Pessoa ficou determinado que Diego Rego deve permanecer na Penitenciária de Segurança Média de Mangabeira durante os fins de semana, nos feriados e, diariamente, das 20h às 5h. Nos sábados, ele também deve permanecer no presídio a partir das 13h.

 
Audiência de Diego Rego aconteceu na quinta-feira (12), em João Pessoa (Foto: Reprodução/TJPB)Audiência de Diego Rego aconteceu na quinta-feira (12), em João Pessoa (Foto: Reprodução/TJPB)

Audiência de Diego Rego aconteceu na quinta-feira (12), em João Pessoa (Foto: Reprodução/TJPB)

No crime conhecido como “Barbárie de Queimadas”, cinco mulheres foram estupradas e duas delas mortas porque reconheceram os agressores, que eram supostos amigos das vítimas. Seis acusados foram sentenciados pelos crimes de cárcere privado, formação de quadrilha e estupro.

 

Além disso, Eduardo dos Santos, considerado o mentor dos crimes, foi condenado a 108 anos e dois meses de prisão, em 2012. Segundo o juiz Antônio Maroja Limeira Filho, Eduardo foi considerado culpado por dois homicídios, formação de quadrilha, cárcere privado, corrupção de menores e porte ilegal de arma, além dos cinco estupros. Por estes crimes, ele foi condenado a 106 anos e 4 meses de reclusão. Além disso, ele recebeu uma pena de 1 ano e 10 meses de detenção pelo crime de lesão corporal de um dos adolescentes envolvidos no crime.

Fonte:https://g1.globo.com

COMENTÁRIOS